Bandeira Brasil e Portugal
Participantes do Enem 2019 podem aproveitar as notas e desempenho obtidos no Exame para ingressar e estudar em instituições de ensino superior de Portugal

Estudar em Portugal usando o Enem 2019

Você sabia que poderá estudar em Portugal usando as notas do Enem 2019? Isso mesmo! Há quase 40 instituições de ensino superior portuguesas que aceitam o ingresso de estudantes brasileiros utilizando as notas do Enem.

Desde 2015, universidades e institutos de Portugal assinam convênios com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para o ingresso em seus cursos de graduação.

Como se inscrever?

Para estudar em Portugal usando o Enem 2019 os candidatos precisarão ter média dentro das expectativas do curso ao qual desejam se candidatar. Cada instituição utiliza um processo de cálculo dos resultados alcançados pelo estudante.

É preciso acessar os sites das universidades portuguesas que utilizam o Enem para saber se a nota obtida no exame brasileiro está dentro dos critérios estabelecidos. Se estiver, basta fazer a inscrição no processo seletivo.

Para estudar nas universidades portuguesas utilizando a nota do Enem 2019, os estudantes brasileiros devem estar atentos ao período de inscrição, acessando o site das instituições para mais informações.

Confira abaixo a relação de todas as universidades atualmente que aceitam as notas do Enem para o ingresso de brasileiros:

1. Universidade de Coimbra (UC)

2. Universidade de Aveiro (UA)

3. Universidade dos Açores (UAC)

4. Universidade da Beira Interior (UBI)

5. Universidade de Algarve (UAlg)

6. Universidade de Lisboa (ULisboa)

7. Universidade Lusófona (ULusófona)

8. Universidade da Madeira (UMa)

9. Universidade do Minho (Uminho)

10. Universidade do Porto (U.Porto)

11. Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria)

12. Instituto Politécnico de Beja (IPBeja)

13. Instituto Politécnico de Bragança (IPB)

14. Instituto Politécnico do Porto (IPP)

15. Instituto Politécnico Portalegre (IPPortalegre)

16. Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA)

17. Instituto Politécnico de Coimbra (IPC)

18. Instituto Politécnico da Guarda (IPG)

19. Instituto Politécnico de Viseu (IPV)

20. Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarem)

21. Instituto Politécnico de Setúbal (IPS)

22. Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (Cespu)

23. Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB)

24. Universidade Lusófona do Porto (ULP)

25. Universidade Portucalense Infante D. Henrique (UPT)

26. Instituto Universitário da Maia (Ismai)

27. Instituto Politécnico da Maia (Ipmaia)

28. Universidade Católica do Porto (UCP)

29. Univerisdade Fernando Pessoa (UFP)

30. Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (Ispa)

31. Instituto Leonardo Da Vinci (ILV/Estal)

32. Escola Superior de Saúde do Alcoitão (ESSA)

33. Universidade Lusíada (ULusíada)

34. Universidade Lusíada Norte (ULusíadaNorte)

35. Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC)

36. Escola Superior Artística do Porto (ESAP)

37. Universidade Europeia

Custo de estudar em Portugal

Ao contrário do SiSU, que oferece vagas gratuitas, as instituições portuguesas cobram anuidade. O curso de Direito na Universidade de Coimbra, por exemplo, custa 7.000 € ao ano (cerca de R$ 30 mil).

Além do gasto com o curso, o estudante precisa arcar com moradia, alimentação, transporte e lazer. O aluguel de um quarto em Coimbra, por exemplo, custa em média 200 € por mês (R$ 860). Economizando, também dá para gastar mais 200 € por mês com alimentação.

Somando todos os gastos, você vai precisar de cerca de R$ 60 mil por ano para estudar em Portugal. Por isso, vale a pena tentar conseguir uma bolsa de estudo. Há universidades portuguesas que oferecem ajuda de custo para alunos estrangeiros com melhores notas.

Por Érica Caetano