Resultado do Enem
Notas do Enem 2019 poderão ser usadas no SiSU, ProUni e FIES 2020, além de vestibulares e até para estudar em Portugal.

Resultado do Enem 2019

O resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 está previsto para ser divulgado em janeiro de 2020. A expectativa pelas notas é grande para os milhares de participantes das provas, ainda mais porque a pontuação pode ser usada para ingresso no ensino superior gratuito, obtenção de bolsas de estudos e financiamento estudantil.

É comum que os participantes tenham diversas dúvidas sobre o resultado do Enem 2019, suas regras e particularidades. Se você faz parte dos curiosos a respeito do uso das notas do exame, tire suas dúvidas agora!

1- Como faço para consultar o resultado do Enem 2019?

O resultado do Enem 2019 será publicado na Página do Participante, lá no site em que você fez a inscrição. A assistente virtual que se chama “Nanda” pedirá que você marque a imagem do “Desafio”. Em seguida, será necessário informar o CPF e depois a senha.

Página do Participante do Enem
Robô Nanda dá as instruções para acessar o resultado

2 – Quando o resultado do Enem 2019 será divulgado?

Os estudantes que fizerem o Enem 2019 como concluintes (matriculados no 3º ano do ensino médio) ou que já terminaram os estudos poderão acessar o resultado do Enem 2019 em janeiro de 2020.

Os alunos de outras séries do ensino médio – chamados de treineiros – só terão acesso ao resultado do Enem 2019 em março de 2020.

3 – Consigo saber a minha nota no Enem 2019 antes do resultado?

Não! Diferentemente de muitas provas, o Enem não possibilita ao participante saber sua nota consultando o gabarito e conferindo quantas questões foram marcadas corretamente.

O Inep, responsável pelo exame, utiliza um método chamado de Teoria de Resposta ao Item (TRI) para calcular a nota de cada participante do Enem. A TRI leva em consideração aspectos como quantidade de pessoas que acertaram a questão, nível de dificuldade da pergunta, possibilidade de acerto por chute e outras características. Por isso, é possível que você tire uma nota diferente do seu colega mesmo se acertarem o mesmo número de questões.

Além da TRI no cálculo das notas das questões objetivas, outro fator que impossibilita a previsão de pontuação do Enem é a correção da redação por competências.

4 – Como é feita a correção da redação?

A redação do Enem 2019 será corrigida por dois corretores. Se houver divergência muito grande na pontuação, um terceiro corretor fará a correção do texto. Persistindo a divergência, a redação será corrigida por uma banca especial.

Os corretores avaliam se a redação cumpriu as cinco competências, dando nota de 0 a 200 pontos para cada uma delas. A nota máxima da redação é de mil pontos e alguns fatores podem zerar automaticamente a prova (texto em branco; texto com menos de 7 linhas; fuga total ao tema e outros).

Saiba tudo sobre a redação do Enem e como ela é corrigida

5 – O que é a média do Enem e como calculá-la?

A média do Enem é a soma das notas das provas objetivas e da redação e sua divisão por cinco (número de provas do exame). A partir do resultado, o participante consegue saber seu desempenho médio no Enem.

Exemplo:
Linguagens e Códigos: 700 pontos
Ciências Humanas: 750 pontos
Ciências da Natureza: 725 pontos
Matemática: 632 pontos
Redação: 865 pontos

Como é o cálculo da média:
Linguagens e Códigos (700) + Ciências Humanas (750) + Ciências da Natureza (725) + Matemática (632) + Redação (865) ÷ 5 = Média (734,4)

6 – Quanto é preciso tirar para passar no Enem 2019?

Não há como “passar” no Enem! O Enem não é um processo seletivo como os vestibulares, portanto, não há aprovados ou reprovados. O que acontece é que os programas de ingresso no ensino superior atribuem diferentes pontuações para que os seus candidatos possam participar:

SiSU: não pode zerar a redação
ProUni: média de 450 pontos no exame e nota acima de zero na redação
Fies: média de 450 pontos no exame e nota acima de zero na redação

7 – O que é peso?

Peso é a “importância” que cada área do Enem tem para a seleção, como é o caso do SiSU. As instituições atribuem pesos para cada prova do exame conforme o curso, dando prioridade para as disciplinas que são mais cobradas em cada graduação.

Exemplo:

Medicina no SiSU
Linguagens e Códigos: peso 2
Ciências Humanas: peso 1
Ciências da Natureza: peso 3
Matemática: peso 2
Redação: peso 1

Jornalismo no SiSU
Linguagens e Códigos: peso 3
Ciências Humanas: peso 2
Ciências da Natureza: peso 1
Matemática: peso 1
Redação: peso 3

Por conta do peso atribuído pelas instituições, a média final dos candidatos do SiSU muda de acordo com o curso escolhido

8 – Como posso usar a nota do Enem 2019?

A nota do Enem 2019 poderá ser usada como forma de ingresso no ensino superior pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2020, sistema do Ministério da Educação (MEC) que substitui a aplicação de provas do Vestibular para universidades, institutos e centro educacionais públicos em todo o país.

Veja: Onde usar as notas do Enem 2019

A pontuação do Enem 2019 também pode ser utilizada para que o estudante estude em uma instituição particular. É possível conseguir bolsas de estudos de 100% ou 50% com o Programa Universidade Para Todos (ProUni) 2020 e financiar as mensalidades com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2020.

O cronograma dos programas do MEC será na seguinte ordem:

1º: resultado do Enem 2019 – janeiro de 2020
2º: SiSU 2020/1 – final de janeiro de 2020
3º: ProUni 2020/1 – fevereiro de 2020
4º: Fies 2020/1 – fevereiro ou março de 2020

SiSU, ProUni e Fies também contarão com edições voltadas para o segundo semestre de 2020. As regras são as mesmas, mas a oferta é inferior às edições do início do ano.

Há, ainda, a possibilidade de estudar em Portugal com as notas do Enem. O Inep tem acordo com dezenas de instituições portuguesas de ensino superior para usar as notas do exame como forma de seleção de brasileiros.

9 – Posso usar a nota do Enem para concluir o ensino médio?

Não! O Enem deixou de ser usado para a conclusão do ensino médio em 2016. A certificação passou a ser de responsabilidade do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) no ano de 2017.

O Encceja é uma prova gratuita aplicada pelo Inep e se divide em conclusão do ensino fundamental e certificação do ensino médio. O diploma do ensino fundamental é para maiores de 15 anos, enquanto o do médio é para quem tem idade mínima de 18 anos. As inscrições são recebidas no mês de maio e as provas são aplicadas em agosto.

10 – Posso usar a nota do Enem 2019 só em 2020?

Depende. Para o SiSU e o ProUni só são utilizadas as notas do ano vigente, ou seja, SiSU 2020 e ProUni 2020 usarão a pontuação do Enem 2019. Já o Fies aceita o desempenho a partir de 2010, aí é possível concorrer ao financiamento em outros anos com a nota do Enem 2019.

Por Lorraine Vilela